Teste – Alpine MusicSafe Pro

Teste – Alpine MusicSafe Pro

In english here
Clique no texto azul , nas linhas seguintes, para visitar a loja online da Alpine.

Quando fotografo concertos, geralmente sou “bombardeado” por um nível de decibéis muito acima do aconselhável. Como os fotógrafos ficam na frente do palco, no PIT, onde temos que partilhar o espaço com algumas das colunas de graves do equipamento sonoro, estou sujeito a níveis de ruido que a curto/médio prazo (ou longo prazo me) pode-me, e vai certamente, provocar problemas auditivos irreversíveis.
Para me proteger, desde cedo comecei a levar comigo tampões de ouvidos, contudo nunca me senti confortável com nenhum dos que encontrei. Ou porque não eram confortáveis, ou porque destruíam o som, ou porque não sentia que me protegiam o suficiente e por muitos outros motivos.
Acabei por utilizar então, os tampões que se compram nas Farmácias, em gel. Já que nunca encontrei nenhum capaz de me deixar satisfeito, acabei por utilizar os mais baratos que encontrei.
Claro que isso nunca foi a melhor opção, primeiro porque a protecção nunca foi a ideal e depois porque esse tipo de tampões destruía completamente a qualidade do som. Obviamente que quando vou fotografar um concerto, vou para trabalhar e não para me divertir, mas para mim é importante ouvir a música para que a música inspire o meu trabalho.
Não demorou muito tempo para os tampões começarem a ficar “esquecidos” na mochila, mesmo nos concertos com mais volume, mesmo ciente dos riscos, acabei por preferir o conforto e a qualidade de som.
Quando os meus amigos da Alpine me enviaram um conjunto Alpine MusicSafe Pro fiquei curioso com as especificações, e com muita vontade de os testar o mais rápido possível.
Como eu fotografo vários estilos de música, com níveis de volume muito diferentes, tanto posso fotografar um concerto de Fado como logo depois um de Rock, o que mais me despertou curiosidade foi o facto dos Alpine MusicSafe Pro  virem com 3 filtros, para volume baixo, médio e alto! Isto para mim é o ideal! Significava que com os Alpine MusicSafe Pro eu podia ir para qualquer espectáculo que eles estariam à altura.
A questão que me faltava responder era se na prática realmente funcionavam e se isso não significava perder qualidade sonora.
Fiz o teste no concerto de Soul/Funk com muito som, com som de muita qualidade e com grande parte das colunas de graves ali mesmo na frente de palco…o nível de decibéis andou perto dos 118dB!
Já conto como eles se portaram, mas vamos do início…

 

O que vem na Caixa

Quando abri a embalagem fiquei muito satisfeito com o que vi, primeiro porque vinha acompanhado por um postal muito simpático que os meus amigos da Alpine me enviaram e depois porque logo pela embalagem dá para perceber os cuidados que eles tem na entrega dos seus produtos.
Na embalagem encontramos 3 pares de filtros, um cordão para pendurar os Earplugs ao pescoço, 3 tampões (sim 3), e uma caixa rígida para transportar tudo de uma forma segura.

 

A Caixa

A Caixa que vem com o conjunto é rígida e tem um compartimento maior para acomodar os 3 tampões e o cordão.
Tendo um par de tampões já com os filtros instalados, ficamos com dois pares de filtros à parte; como são peças fáceis de perder, a caixa tem um compartimento especial para eles, são 4 pequenos orifícios na parte lateral onde os filtros ficam bem seguros, que dificilmente nos deixa os perdermos.
A Tampa da caixa é incolor, e tem apenas um papel a tapar. Quem preferir pode deixar a tampa sem papel, mas a Alpine incentiva a criação de uma papel personalizado, assim é mais fácil de perceber qual é a nossa caixa, caso tenhamos de partilhar uma sala de media com outros fotógrafos que tenham uma caixa igual, ou ate mesmo no caso de perdermos a caixa quem a encontrar vai perceber a quem pertence e pode ser que a devolva.

 

Os Tampões

Os tampões são fabricados num material a que a Alpine chama de “Alpine ThermoShape” que é mole, flexível e durável e que, graças ao calor do ouvido se ajusta ao mesmo, e podem ser comprados em três cores, Preto, Cinza ou Branco. São bastante confortáveis e fáceis de utilizar, não custa nada introduzir os tampões nos ouvidos e eles ficam seguros sem qualquer problema e não precisei de os ajustar como acontece com outros tampões de outras marcas.
E para os manter sempre limpos eles podem ser lavados com água morna e sabão.
Os Alpine MusicSafe Pro mostram todo o seu potencial quando utilizados com os filtros, e são 3 os que temos disponíveis. São eles o Branco, Cinza e Dourado.
O Branco é para volumes baixos, o Cinza para volumes médios e o Dourado para volumes altos.

Durante o meu teste utilizei primeiro o filtro dourado, fui para a frente de palco e logo nos primeiros acordes percebi que o som dos Alpine MusicSafe Pro é fantástico!
O volume fica mais controlado mas sem penalizar a qualidade do som, não sei como é que eles conseguiram fazer isto mas até os graves mantém o corpo, todo o som fica agradável e controlado.
Para confirmar que os Alpine MusicSafe Pro realmente resultam, fiz uma medição aos decibéis com o telemóvel…118dB! Uau, impressionante 118dB e eu ali encostado às colunas perfeitamente confortável e a usufruir de um som fantástico! Mas ainda assim precisava de mais uma confirmação… tirei os tampões e foi assustadora a diferença, o som era muito alto e por ser tão alto nem consegui apreciar a sua qualidade.
Aproveitei e troquei os filtros. Desta vez passei para o filtro cinza e notei a diferença entre o dourado e o cinza, naquele concerto o cinza deixava passar muito som, por isso voltei aos dourados e não os voltei a tirar. Não me lembro de me sentir tão confortável junto ao palco como desta vez.
De notar que os filtros ficam muito justos nos tampões, por isso a sua troca não é rápida é algo que convém ser feito com cuidado e com calma e não aconselho a fazer a troca no meio do PIT, porque se algum filtro cai ao chão não vai ser fácil de o encontrar no escuro.
Por uma questão de referência, o valor máximo aconselhado de ruido para não criar problemas auditivos  é de 80dB. Em concertos o valor de 120dB é facilmente registado ou até mesmo ultrapassado.
O tempo máximo aconselhado para 109dB é de 90 segundos…
No final da noite, quando fui dormir, não ouvi o habitual zumbido nos ouvidos…

 

Eu aconselho bastante os Alpine MusicSafe Pro. São a minha escolha e já não vou fotografar nenhum concerto sem eles. Contudo, se não puderem comprar os Alpine MusicSafe Pro por favor, utilizem sempre algum tipo de protecção de ouvidos quando fotografarem concertos.


A Alpine  tem outras soluções de protecção auditiva basta visitar o Site para as conhecer.

 

Pin It


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!